Última hora

Última hora

"Charlot fotogénico": O nascimento de uma lenda

Em leitura:

"Charlot fotogénico": O nascimento de uma lenda

Tamanho do texto Aa Aa

É em “Charlot fotogénico”, de 1914, que aparece pela primeira vez no cinema a célebre personagem criada por Charlie Chaplin.

A ação desenrola-se durante uma corrida de carros que está a ser filmada. Um vagabundo quer aparecer na imagem e atrapalha constantemente as filmagens, a corrida e o público.

Para celebrar o centenário de Charlot, a cinemateca de Bolonha distribuiu uma versão restaurada do filme mudo por setenta cinemas italianos.

“Ele ainda não é o vagabundo que nos comove. Neste filme, ele é um problema para a imagem, para a câmara e para o cinema”, considerou Gianluca Farinelli, diretor da Cinemateca de Bolonha.

A Cinemateca de Bolonha digitalizou e catalogou toda a obra de Charlie Chaplin.

Por vontade dos herdeiros, o trabalho foi realizado na cidade italiana sob supervisão dos especialistas do laboratório L’Immagine Ritrovata.

“Neste caso temos um rolo em nitrato, uma película inflamável, que tem sérios problemas de secura. Por isso, é mantido durante alguns dias numa atmosfera hidratante. É importante controlar o rolo todos os dias para verificar o nível da solução hidratante porque quando se evapora é preciso substituí-la”, explicou Marianna De Sanctis, diretora do laboratório italiano.

“A quimera do ouro” é outro dos filmes restaurados pela cinemateca de Bolonha que publicou também um livro inédito de Chaplin.

O texto chama-se Footlights e terá inspirado “Luzes da Ribalta”, de 1952, considerado como um dos seus últimos grandes filmes.

Charles Spencer Chaplin nasceu em 1889, em Londres, numa família pobre. Desde pequeno trabalhou como ator até se tornar uma das grandes lendas da comédia e do cinema.