Última hora

Última hora

Ninfomaníaca: Shia LaBeouf cria polémica em Berlim

Em leitura:

Ninfomaníaca: Shia LaBeouf cria polémica em Berlim

Tamanho do texto Aa Aa

“Já não sou famoso” lia-se no saco que Shia LaBeouf colocou na cabeça durante a estreia, em Berlim, de Nínfomaníaca de Lars Von Trier.

O realizador dinamarquês, que se tornou ‘persona non grata’ em Сannes após declarações polémicas sobre o nazismo, decidiu não ir à Berlinale para apresentar a última obra.

Dividida em duas partes, a película acompanha a vida erótica de uma personagem incarnada por Charlotte Gainsbourg.

Durante a conferência de imprensa, houve perguntas sobre as cenas de sexo. A atriz Stacy Martin satisfez a curiosidade da imprensa:

“Eu confiei no Lars e sempre adorei os filmes dele. Para mim as cenas de sexo fazem parte do filme. Como confio no Lars, tudo se tornou mais fácil. Falei com o Shia, não foi tipo ‘não nos conhecemos, mas vamos ficar nus’…Claro que não! Houve muita preparação e, depois disso, a nossa vontade foi fazer as filmagens”, disse Stacy Martin.

Shia LaBeouf não quis responder às perguntas acerca do conteúdo sexual do filme e abandonou a sala depois de fazer uma declaração enigmática.

“Quando as gaivotas seguem a traineira, é porque pensam que se vão atirar sardinhas ao mar. Muito obrigado”, disse o ator.

A frase é uma referência à declaração de Éric Cantona, em 1995, a propósito do incidente do “pontapé de kung fu” que levou à suspensão do futebolista durante uma época.

Nínfomaníaca já estreou nas salas de cinema portuguesas e é um dos vinte filmes em competição na Berlinale pelo urso de ouro.