Última hora

Última hora

Projeto reduz consumo energético de edifícios históricos

Em leitura:

Projeto reduz consumo energético de edifícios históricos

Tamanho do texto Aa Aa

Um projeto europeu ambiciona restaurar o património histórico e ao mesmo tempo poupar energia. A iniciativa está a ser desenvolvida em várias cidades europeias. O objetivo do projeto é manter o conforto dos edifícios mas reduzir ao máximo o consumo de energia.

Na cidade italiana de Bolzano, especialistas das mais variadas áreas utilizam diferentes tecnologias para analisar as pontes térmicas, a temperatura e a humidade, entre outros indicadores do estado de um edifício cujas fundações remontam ao século XIII.

“O objetivo do projeto é elaborar as diretrizes e as soluções para o restauro de edifícios históricos de uma forma eficiente do ponto de vista energético, no âmbito de uma equipa multidisciplinar, com técnicos, conservadores e urbanistas. Deste modo podemos encontrar a melhor solução para cada edifício histórico”, explica Alexandra Troi, coordenadora científica do projeto.

Um dos resultados do projeto foi a instalação de uma nova janela no edificio em Bolzano. A nova estrutura combina a eficiência energética com a estética barroca do edifício.

O Palazzina della Viola pertence à Universidade de Bolonha.

O edifício data do fim do século XV mas do ponto de vista energético é ultra-moderno.

Uma das arquitetas do projeto explica os desafios da obra:

“Habitualmente, os pontos mais delicados num edíficio histórico são as janelas e os caixilhos. Se exercemos uma pressão diferente no interior em relação ao exterior podmeos avaliar quanto ar escapa do edifício”, diz a arquiteta e engenheira Camilla Colla.

Após dezasseis meses de obras, o Palazzina della Viola em Bolonha espera ser um modelo para o restauro do património histórico na Europa.

O edifício alberga o departamento de intercâmbios internacionais e é frequentado por sete mil estudantes.