Última hora

Última hora

Sochi 2014: Bilhetes a conta-gotas torturam público

Em leitura:

Sochi 2014: Bilhetes a conta-gotas torturam público

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas tiveram de esperar várias horas para conseguirem comprar bilhetes e assistir às provas nestes primeiros dias dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Sochi, na Rússia.

Na sequência da polémica provocada pelos milhares de lugares vazios nas bancadas durante o primeiro dia, a organização das olimpíadas culpou a mentalidade russa de querer chegar sempre em cima da hora. Mas a verdade é que eram muitos os russos que até chegaram cedo ao local dos jogos, mas que acabaram torturados pelas longas filas de espera para comprar bilhetes, enquanto decorria a competição. Como um russo que dizia à euronews ser “uma pena” a espera: “As pessoas estão aqui a perder tempo e não são apenas os russos, os estrangeiros também”. “É errado haver apenas uma janela a vender um bilhete a cada dez minutos”, acusou.

Um adepto oriental de desportos de inverno lamentou ser “difícil comprar bilhetes pela Internet”. “Não consigo comprar bilhetes na Internet, por isso tenho de estar aqui e… esta fila é muito, muito grande”, disse, desolado.

A aparente pouca preparação dos russos para organizar uma competição desta envergadura tem sido nota dominante nestes primeiros dias das Olimpíadas de inverno. Mas também as fortes medidas de segurança têm afetado a fluidez do público.


Ainda assim, a festa vai-se fazendo. Uma boa parte dela, contudo, fora das zonas da competição, nas quais parece ser ainda muito complicado o público chegar.