Última hora

Última hora

Ucrânia: Jornal próximo do regime anuncia chegada do auxílio russo

Em leitura:

Ucrânia: Jornal próximo do regime anuncia chegada do auxílio russo

Tamanho do texto Aa Aa

Com o apoio dos habitantes de Kiev, os manifestantes continuam a ocupar da Praça da Independência, ou Maidan.

Dias depois do encontro de Viktor Ianukovitch com Vladimir Putin em Sochi, o jornal Sogodnia, próximo do presidente ucraniano, anunciou que a segunda tranche do auxílio russo será libertada no final de fevereiro, ou seja, até lá haverá eventualmente um novo executivo em Kiev.

Por seu lado, os serviços especiais da polícia anunciaram ontem que ativaram o centro antiterrorismo, invocando ameaças de atos terroristas ao país.

Os manifestantes de Maidan exigem a mudança do regime, mas não confiam a 100% nos líderes da oposição.

“Acho que os líderes da oposição estão desorientados e não conseguem descortinar uma saída para a situação”, disse um manifestante. A oposição ucraniana afirmou, no domingo, a sua determinação face ao poder do Presidente Viktor Ianukovitch, numa manifestação que reuniu 70.000 pessoas na praça da Independência.

Um dos líderes da oposição, Vitali Klitschko, incitou os ucranianos a realizarem uma greve geral de uma hora na próxima quinta-feira, às 11:00 locais, e a saírem à rua nessa altura com bandeiras nacionais.

Em Maidan, os manifestantes, entre protestos, recorrem à biblioteca por eles ocupada para se distraírem um pouco com a leitura ou mesmo rever matérias porque muitos deles são estudantes e os exames estão à porta.