Última hora

Última hora

Mau tempo: Reino Unido regista cheias históricas

Em leitura:

Mau tempo: Reino Unido regista cheias históricas

Tamanho do texto Aa Aa

Devido à intensidade das chuvas que nas últimas semanas atingiram a Inglaterra
as águas do rio Tamisa atingiram o nível mais alto desde os anos 80 do século passado.

Estão ativos 14 alertas graves, o que significa haver risco de vida, em várias áreas atravessadas pelo Tamisa, entre as quais Berkshire e Surrey e dois no Somerset.

A chuva de críticas ao governo e às autoridades também se faz sentir:

“Não está aqui ninguém da Agência do Ambiente. Estão nos gabinetes. Deviam estar aqui para ver. Trabalhamos há 48 horas a evacuar as casas, pondo em risco as nossas vidas em sítios com água bem acima da cabeça”, disse a voluntária Su Burrows na presença do ministro da Defesa, Philip Hammond.

O primeiro-ministro David Cameron visitou algumas das zonas afetadas, após ter cancelado o Conselho de Ministros agendado para esta terça-feira.“Temos pela frente um enorme desafio. Este foi o início do ano mais pluvioso dos últimos 250 anos com um mau tempo que não se via há décadas. Podem ver por detrás de mim o que provocou. Temos de reconhecer que vai levar algum tempo até regressar ao normal”, afirmou Cameron.

Segundo as autoridades, desde o início de janeiro cerca de mil pessoas foram retiradas de casa e no condado de Surrey mais de 2.500 habitações estão em risco de inundação.