Última hora

Última hora

Alemão suspeito possui também "Picassos" e "Monets" na Áustria

Em leitura:

Alemão suspeito possui também "Picassos" e "Monets" na Áustria

Tamanho do texto Aa Aa

Um apartamento detido por Cornelius Gurlitt em Salzburgo, na Áustria, escondia cerca de 60 obras de arte assinadas, entre outros, por Picasso, Monet e Renoir. O alemão, de 81 anos, está a ser investigado na Alemanha, por suspeitas de posse de acervo com origem nas pilhagens executadas a mando de Adolf Hitler no período nazi.

Em 2011, as autoridades alemãs localizaram num apartamento de Munique de Gurlitt mais de 1400 obras de arte de origem suspeita e assinadas por artistas como Matisse ou Chagall. A pedido do próprio Gurlitt, as obras estão a ser verificadas por especialistas para que se determine se são ou não parte dos saques nazis realizados nas décadas de 30 e 40 do século passado.

O octogenário garante não haver quaisquer indícios de que as obras tenham sido roubadas ou compradas por coação abaixo do valor real.

A Alemanha tem em curso um projeto que prevê a localização e devolução aos legítimos donos de todas as obras de arte saqueadas durante o regime nazi.