Última hora

Última hora

Mini-laboratório do tamanho de um disco

Em leitura:

Mini-laboratório do tamanho de um disco

Tamanho do texto Aa Aa

Investigadores do Instituto de Tecnologia Micro e da Informação, na Alemanha, inventaram um pequeno disco que consegue realizar as mesmas análises que um laboratório, mas com algumas vantagens: é portátil, é mais rápido no caso de doenças que põem em risco a vida dos pacientes e menos dispendioso.

“O médico recolhe uma amostra e insere-a no aparelho. Duas horas depois de ter carregado no botão ‘start’, recebe a informação acerca dos patógenos presentes na amostra e decide qual o tratamento adequado”, explica o físico Daniel Mark.

No interior do aparelho, o ADN da amostra de sangue é extraído e amplificado. Se o perfil genético corresponder a um patógeno, aparece um sinal no ecrã.

Este mini-laboratório também pode ser usado em aeroportos para detetar doenças contagiosas no caso de uma pandemia.

A segurança alimentar é outra área em que o aparelho pode ser utilizado. Um centro alemão, que testa a qualidade dos alimentos, é a primeira organização independente a testar este disco.

“No futuro, as questões da segurança alimentar vão tornar-se mais complexas. A procura por análises de diversos parâmetros vão aumentar simultaneamente. Com a tecnologia Mini-Lab é possível uniformizar este processo”, destaca o investigador Wolfgang Hauser.

No entanto, o maior potencial deste mini-laboratório parece estar reservado aos hospitais: pode contribuir para que os médicos possam tomar decisões mais rápidas.

Para que isso possa acontecer, o Mini-Lab ainda vai ter de passar numa série de testes este ano.