Última hora

Última hora

Sochi: Rússia luta contra excesso de confiança no hóquei em gelo

Em leitura:

Sochi: Rússia luta contra excesso de confiança no hóquei em gelo

Tamanho do texto Aa Aa

O torneio de hóquei em gelo masculino é sem dúvida um dos pratos fortes nas duas semanas de competição em Sochi. Tem início esta quarta-feira e na fase de grupos vai já proporcionar um escaldante Rússia – Estados Unidos.

A Rússia é naturalmente favorita, conta com o fator casa e uma equipa recheada de estrelas da NHL mas terá de se precaver contra o excesso de confiança.

No encontro decisivo dos jogos de 1980, em Lake Placid, a União Soviética também era largamente favorita mas acabou surpreendida pelos Estados Unidos, uma equipa composta por hoquistas amadores e universitários que venceu por 4-3 e assegurou a medalha de ouro.

Vladislav Tretiak, mítico guarda-redes da equipa soviética, admite que a sua equipa aprendeu uma lição nesse jogo, conhecido como o “Milagre no gelo”, e que perderam por não terem respeitado os adversários.

A última vez que Rússia e Estados Unidos mediram forças foi no Campeonato do Mundo de 2013, em que os norte-americanos derrotaram os russos por 8-3 nos quartos-de-final.

Índia regressa à família Olímpica

Na cerimónia de abertura os atletas indianos desfilaram com a bandeira olímpica, na cerimónia de encerramento já o poderão fazer com as cores do seu país.

Suspenso pelo Comité Olímpico Internacional devido à intervenção governamental, o Comité Olímpico da Índia volta a fazer parte da família olímpica depois da realização de umas novas eleições.

Para Mark Adams, porta-voz do COI, é a primeira vez que a suspensão de um comité olímpico nacional é levantada durante os jogos e a decisão tem efeito imediato.

O fabuloso destino de Rolf Becker

Rolf Becker pode ser um nome desconhecido para os amantes dos desportos de inverno mas é sem dúvida uma das figuras em Sochi.

O ator alemão fez-se à estrada e completou os três mil quilómetros entre Berlim e Sochi ao volante de um Trabant. O mítico e igualmente rústico carro fabricado na antiga Alemanha de leste.

Becker deixou a capital alemã a 21 de janeiro, atravessou Polónia e Ucrânia e chegou a Sochi mesmo a tempo da cerimónia de abertura.

E como quem corre por gosto não cansa, Rolf Becker e o seu Trabant são já uma habitué nas grandes competições, tendo estado já em vários Jogos Olímpicos e Campeonatos do Mundo de futebol.

Noruega dita leis no esqui de fundo

A Noruega tem dominado as provas de esqui de fundo em Sochi e conseguiu ambos os títulos olímpicos no sprint.

Nas mulheres, a vitória foi Maiken Falla, nos homens o triunfo sorriu a Ola Hattestad. Garantiram ambos o seu primeiro ouro olímpico da carreira.

No biatlo, no entanto a norueguesa Tora Berger teve de se contentar com a medalha de prata na perseguição. O triunfo pertenceu à bielorrussa Darya Domracheva.