Última hora

Última hora

Afeganistão: EUA contestam libertação de talibãs

Em leitura:

Afeganistão: EUA contestam libertação de talibãs

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos criticaram as autoridades afegãs pela libertação de 65 alegados combatentes talibãs detidos na prisão militar de Bagram.

Em janeiro Cabul já tinha referido que 72 detidos naquela prisão seriam libertados por falta de provas contra eles.

“Foram tirados da prisão com as roupas nas mãos. Um clérigo deu-lhes dinheiro e instruções e foram todos para casa”, disse uma testemunha.

Segundo Washington, os prisioneiros agora libertados são “pessoas perigosas” diretamente ligadas a ataques mortíferos contra soldados da NATO e membros das forças nacionais afegãs.

A reação dos Estados Unidos salienta que foi uma decisão “profundamente lamentável” que pode levar a mais violência no país.

A administração de Barack Obama tem vindo a pressionar o presidente Hamid Karzai para que mais soldados americanos possam permanecer no país.