Última hora

Última hora

Itália: Enrico Letta derrubado pelo seu próprio partido

Em leitura:

Itália: Enrico Letta derrubado pelo seu próprio partido

Tamanho do texto Aa Aa

Em Italia, o Partido Democrático derrubou o seu próprio primeiro-ministro.

Enrico Letta anunciou que apresenta amanhã a demissão ao presidente Giorgio Napolitano

A crise no seio do Partido Democrático levou a uma reunião do Comité Executivo que decidiu esta tarde, por uma larga maioria, que é preciso um novo governo.

Após um debate de várias horas, a decisão não deixou dúvidas: 136 membros do partido aprovaram a moção do líder, Matteo Renzi, 16 votaram contra.

O primeiro-ministro, Enrico Letta decidiu não participar na reunião do partido para deixar o voto livre aos seus correlegionários.

Os democratas acusam-no de não executar com rapidez suficiente as reformas que o país precisa.

O desfecho era previsivel. Letta já tinha cancelado hoje a visita oficial a Londres, prevista para os dias 24 e 25 de fevereiro.

Tudo indica que o senhor que se segue no governo italiano é o jovem e ambicioso lider do PD, Matteo Renzi, que nas últimas semanas não poupou ataques ao ainda chefe do governo.

Com apenas 39 anos, Renzi, presidente da câmara de Florença foi eleito para a liderança do Partido Democrático no dia 8 de dezembro e prometou refundá-lo à maneira do New Labour, de Tony Blair.

As sondagens mostram que 54% dos italianos têm boa impressão deste jovem lider com sede de poder.