Última hora

Última hora

Sochi: Fourcade imperial, Plushenko deixa Rússia em estado de choque

Em leitura:

Sochi: Fourcade imperial, Plushenko deixa Rússia em estado de choque

Tamanho do texto Aa Aa

Não faltou emoção no sexto dia de competição em Sochi, com um biatleta com encontro marcado com a história, uma polaca a vencer o ouro mesmo com um pé fraturado, uma queda coletiva numa final de patinagem de velocidade e a maior figura russa a abandonar por lesão na patinagem artística.

Martin Fourcade deu mais um passo no sentido de se tornar no grande herói destes Jogos Olímpicos. Ferido no orgulho depois de ter desiludido no sprint, o biatleta francês não deu hipóteses nos 20km e garantiu a segunda medalha de ouro em Sochi, depois do título conquistado na perseguição.

Mesmo com um tiro falhado, Fourcade terminou com uma vantagem de 12,2 segundos sobre o surpreendente alemão Erik Lesser. Evgeniy Garanichev garantiu a medalha de bronze para os anfitriões.

Com três provas ainda pela frente, partida em massa, estafeta e estafeta mista, é bem provável Martin Fourcade entre para a história em Sochi.

Kowalczyk ganha ao pé coxinho

Uma fratura no pé esquerdo não impediu Justyna Kowalczyk de se sagrar campeã olímpica nos dez quilómetros estilo clássico. A polaca voltou a brilhar no esqui de fundo e conquistou o segundo ouro olímpico da carreira, há quatro anos em Vancouver tinha vencido os trinta quilómetros.

Com um espírito de sacrifício notável, Kowalczyk terminou com uma vantagem de 18 segundos sobre Charlotte Kalla. A sueca já se tinha ficado pela prata nos 15 quilómetros skiatlo, uma prova ganha por Marit Bjørgen. Desta vez a norueguesa não foi além da quinta posição. O pódio ficou completo com a sua compatriota Therese Johaug.

Li Jianrou vence sem oposição

Na patinagem de velocidade, a final dos 500 metros em pista curta teve um desfecho dramático. Logo na primeira volta, Elise Christie provocou a queda de Ariana Fontana e Seung-Hi Park, abrindo caminho à vitória da chinesa Li Jianrou. A britânica foi desclassificada o que deixou a italiana na segunda posição e a sul coreana, seis vezes campeã do mundo, com a medalha de bronze.

No quilómetro, a vitória também sorriu a uma patinadora chinesa. Hong Zhang deixou para trás as favoritas Ireen Wust, tricampeã olímpica mas que desta vez se ficou pela prata, e Olga Fatkulina, atual campeã do mundo que desiludiu na quarta posição. Margot Boer ficou no lugar mais baixo do pódio.

Plushenko traído pelas costas

A bomba do dia ficou guardada para a patinagem artística, com a decisão de Evgeni Plushenko de não participar na prova individual. O patinador de 31 anos, que já tinha ajudado a Rússia a vencer a prova por equipas, ressentiu-se de uma lesão nas costas durante o aquecimento minutos antes do início do programa curto.

Apesar da lesão, há quem garanta que Plushenko, um dos melhores patinadores da história, preferiu abandonar uma vez que estava longe de ser um dos favoritos à vitória na prova individual.