Última hora

Última hora

Cidade do México quer descriminalizar canábis

Em leitura:

Cidade do México quer descriminalizar canábis

Tamanho do texto Aa Aa

Descriminalizar a canábis. É objetivo da proposta apresentada por congressistas do Partido da Revolução Democrática na cidade do México. A ideia é criar espaços próprios para a venda de marijuana e legalizar o consumo individual até 30 gramas.

Em 2013, o Uruguai tornou-se o primeiro país a legalizar o comércio de canábis. Para evitar coimas, os consumidores – adultos – foram obrigados a registar-se num base de dados, mas a venda a turistas não foi autorizada.

No entanto, e para o chefe de Estado uruguaio, José Mujica, o principal problema continua por resolver:

“O narcotráfico é um problema muito pior que a droga. O grande objetivo é, no fundo, a exploração de um mercado clandestino onde a competição praticamente não existe, ou é muito limitada, e quando alguém tenta entrar, a questão é normalmente resolvida aos tiros por criminosos.”

Muito criticada na altura, dentro e fora do país, a legislação que regula a produção, distribuição e venda de canábis resolve, apenas, uma pequena parte do problema já que o mercado negro continua a ser porta de entrada para muitas outras drogas.