Última hora

Última hora

Líbano com governo de "unidade nacional"

Em leitura:

Líbano com governo de "unidade nacional"

Tamanho do texto Aa Aa

O Líbano apresentou, este sábado, o novo governo, colocando fim a um impasse político de 10 meses.

O novo executivo “de unidade nacional” é liderado por Tammam Salam e conta com 24 ministros, oito dos quais provenientes do Hezbollah e dos seus aliados.

O movimento garantiu as importantes pastas das Finanças e dos Negócios Estrangeiros.

O primeiro-ministro espera conseguir atingir os objetivos de realizar eleições presidenciais antes de maio e depois legislativas. Para que isso aconteça, estendeu “a mão a todas as fações políticas” e pediu que todos “trabalhem em prol do país”.

Tammam Salam foi nomeado primeiro-ministro, em abril de 2013, mas não tinha conseguido, até agora, encontrar consenso devido às divisões internas do país, agravadas pela guerra civil na vizinha Síria.

Um dos principais focos de discussão estava relacionado com quem iria ocupar o ministério da Energia.

A guerra civil síria tem provocado divisões no interior do Líbano, assistindo-se ao escalar da violência. O movimento xiita do Hezbollah é declarado apoiante do regime de Bashar al-Assad.