Última hora

Última hora

Brahimi pede desculpa por falhanço nas negociações sírias

Em leitura:

Brahimi pede desculpa por falhanço nas negociações sírias

Tamanho do texto Aa Aa

A última ronda de negociações para a paz na Síria terminou sem qualquer acordo. O governo de Bashar el-Assad e os representantes da oposição mantiveram as posições e continua a não haver fim à vista para a guerra.

Os delegados da oposição sofreram um golpe, ao mesmo tempo que a reunião decorria. Os nomes foram juntos à lista de terroristas por parte do governo de Assad e os bens penhorados pelo Estado, o que faz com que tão cedo não possam regressar ao país.

O enviado da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi, foi obrigado a pedir desculpas: “O que foi conseguido em relação a Homs deu esperança de que esse fosse o início do fim desta terrível crise. Peço desculpa por, no fim destas duas rondas, não termos conseguido muito”.

Um acordo que permite uma evacuação parcial de Homs fez com que a cidade tenha, finalmente, podido começar a receber ajuda humanitária – comida e medicamentos. Mas a Cruz Vermelha Internacional reconhece que as negociações foram um fracasso.