Última hora

Última hora

Crise política ucraniana sob mediação internacional

Em leitura:

Crise política ucraniana sob mediação internacional

Tamanho do texto Aa Aa

A crise política na Ucrânia está a ser alvo de especial atenção a nível internacional. O movimento de oposição ao governo levou até à OSCE uma série de reinvindicações para mediação, foi graças a esta intervenção que o presidente da câmara de Kiev pôde recuperar o edifício ocupado pelos manifestantes há várias semanas.

Uma concessão , tendo em vista futuros acordos políticos abrangentes, que se espera, venham a ser anunciados na próxima semana.

Volodymyr Makeyenko, presidente da câmara de Kiev, comenta: “De qualquer forma todos os dias as negociações salvam vidas e evitam mais feridos. E nós negociamos tanto quanto for necessário para normalizar a situação. Acho que hoje a paz e a estabilidade começam sentir-se na Ucrânia.

A oposição também aceitou abrir uma passagem para veículos na rua Hrushevskovo rua , mas as barricadas em torno da praça vão ser mantidas.

“Nós não conseguimos o que queriamos. Muita gente morreu . Muitos desapareceram.O nosso povo foi libertado, mas não completamente – há prisões domiciliárias, que é uma forma de prisão . É por isso que acho que não conseguimos o que queriamos”, diz um manifestante.

Embaixadores suiço e norueguês deslocam-se à praça Maiden.
Jon Elvedal Fredriksen , embaixador da Noruega para a Ucrânia, declara: “Eu acho que há uma grande preocupação na Europa, e há uma grande preocupação na comunidade internacional para o que se vive aqui em Kiev. E tenho a certeza de que existe boa vontade para ser útil numa situação destas tanto quanto é possível “ .

O enviado da Euronews explica: “Pequenos passos de diplomacia.Acordos políticos importantes estão a ser elaborados. A crise ucraniana passou de nacional a internacional . A comunidade internacional está a tentar apagar o fogo . Mas a solução da crise permanece diretamente ligada ao que deve acontecer no parlamento sobre a composição do futuro governo “