Última hora

Última hora

Sochi: Rússia lidera total de medalhas

Em leitura:

Sochi: Rússia lidera total de medalhas

Tamanho do texto Aa Aa

Os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi completam agora uma semana. No oitavo dia de competição decorreram mais sete finais.

A austríaca Anna Fenninger conquistou o ouro na prova de Super-G. É a primeira medalha olímpica para a campeã do mundo de Super Combinado. Antes destes Jogos, o melhor resultado olímpico da esquiadora de 24 anos tinha sido o 16º lugar em Vancouver.

A mais de meio segundo ficou a alemã Maria Hofl-Riesch. Esta prata foi a segunda medalha nos Jogos de Sochi para a alemã, depois de ter ganho outra no Super-Combinado. Nicole Hosp conquistou mais uma medalha para a Áustria, ao terminar em terceiro lugar.

De destacar ainda o elevado nível de dificuldade da prova: 18 atletas não conseguiram chegar ao fim, incluíndo a suíça Dominique Gizin e a austríaca Elisabeth Goergl.

Vitória sueca no limite

A Suécia conquistou a medalha de ouro na prova de estafetas 4×5 quilómetros em Cross Country. Uma prova disputada até ao final: na terceira passagem de testemunho, as suecas estavam a quase 30 segundos da liderança e conquistaram a vitória nos últimos 100 metros. A campeã olímpica de Vancouver nos 10 quilómetros freestyle, Charlotte Kalla conseguiu anular os quase 30 segundos de vantagem que as finlandesas e as alemãs tinham. No final, a Finlândia ficou em segundo e a Alemanha ficou com o bronze.

As favoritas, as norueguesas, lideradas por Marit Bjoergen, que dominaram a disciplina nos últimos quatro anos, acabaram apenas no quinto lugar.

Rússia faz história na patinagem de velocidade

Resultado histórico nas finais dos 1000 metros de patinagem de velocidade em pista curta: a seleção russa conquistou a medalha de ouro da modalidade e logo em casa. É a primeira vez que a Rússia conquista esta medalha, com a ajuda de Viktor Ahn, anteriormente Ahn Hyun-Soo , sul-coreano. Três vezes campeão olímpico em Turim , 5 vezes campeão mundial, duas vezes vencedor da Taça do Mundo – uma verdadeira lenda em pista curta. Mas em 2008 , depois de ter sofrido uma grave lesão no joelho, perdeu a confiança e o lugar na seleção coreana. Em 2011, o então presidente da Rússia, Dmitry Medvedev assinou um decreto que deu a Hyun-Soo a cidadania russa. Logo de seguida, o atleta mudou de nome para Viktor, que significa “ vencedor” e regressa agora, em grande forma à competição.

Entretanto, no setor feminino, na final de 1500 metros, a chinesa Yang Zhou revalidou o título olímpico ao bater a sul-coreana Suk Hee Shim, e a italiana Ariana Fontana.

Na final masculina os 1500 metros, vitória de Pole Zbigniew Brodka. Esta é a terceira medalha de ouro para a Polónia, nestes Jogos Olímpicos de Sochi.

Stoch domina trampolim de Sochi

Nos saltos de esqui, Kamil Stoch conquistou a medalha de ouro.
A prata foi entregue ao japonês de 41 anos Noriaki Kasai, que já tinha ganho a mesma medalha nos Jogos de Lillehamer em 1994.

Rússia derrotada no Hóquei no Gelo

Já começou uma das grandes atrações dos Jogos Olímpicos de Inverno: o Hóquei no Gelo. A Rússia, a principal candidata à vitória no torneio, teve a primeira partida a sério e logo contra um eternos rivais, os Estados Unidos e foi derrotada.
Nem a magia de Pavel Datsyuk, que marcou um golo, foi capaz de salvar os anfitriões da primeira derrota. Mas a partida foi disputada até ao fim: as duas selecções terminaram o tempo regulamentar empatadas a dois golos. O jogo só foi decidido nas grandes penalidades, onde os norte-americanos levaram a melhor.

Medalhas olímpicas

Na contabilidade das medalhas, a Alemanha continua a liderar a tabela. A Rússia, graças a duas de ouro e uma de prata conquistadas este sábado, está em primeiro em termos de número total de medalhas, tendo agora 15.