Última hora

Última hora

Mercados reagem com tranquilidade às mudanças em Itália

Em leitura:

Mercados reagem com tranquilidade às mudanças em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

A bolsa de Milão pintou-se de verde durante o período de mudanças políticas em Itália. Na sexta-feira, a praça avançou mesmo 1,6%.

Esta segunda-feira, as taxas de juro da dívida pública aliviavam em todas as maturidades. A ‘yield’ a 10 anos, o prazo de referência, caiu para um mínimo de oito anos: 3,64%, um valor que corresponde a cerca de metade do pico verificado durante o reinado de Silvio Berlusconi.

O analista Edoardo Liuni explica o comportamento dos mercados face à transição de Letta para Matteo Renzi: “O spread italiano de referência caiu para um mínimo de oito anos, graças às expectativas de um novo Governo. Os mercados estão, provavelmente, confiantes que Renzi possa implementar as reformas económicas que Itália precisa”.

Desde que assumiu a liderança do Partido Democrata, partido da coligação governamental, Renzi vinha pressionando o Governo de Enrico Letta a avançar mais rápido com as reformas económicas, nomeadamente no mercado laboral.

Em janeiro, Renzi tinha defendido um sistema mais simples, com custos mais baixos, para as empresas; regras mais flexíveis para a contratação e o despedimento; e mais proteção para quem ficar no desemprego.