Última hora

Última hora

Hollande homenageia soldados muçulmanos mortos ao serviço da França

Em leitura:

Hollande homenageia soldados muçulmanos mortos ao serviço da França

Tamanho do texto Aa Aa

Uma homenagem aos soldados muçulmanos que morreram pela França. O Presidente, François Hollande, visitou esta terça-feira a grande mesquita de Paris, pouco mais de um mês antes de umas eleições autárquicas em que a direita é dada como vencedora e a extrema-direita surge em grande progressão.

Segundo o mais impopular Presidente francês da V República, com uma taxa de aprovação de apenas 20%, “a França é rica na sua diversidade e forte graças à sua unidade. O valor essencial que lhe permite conciliar estas duas premissas é o secularismo”.

Cerca de 600 mil soldados muçulmanos das colónias francesas participaram na Primeira Guerra Mundial, na qual perto de 70 mil perderam a vida.

A grande mesquita de Paris foi erguida, entre 1922 e 1926, precisamente para homenagear estes muçulmanos que serviram a França.

Na Segunda Guerra Mundial, mais de 16 mil militares muçulmanos da África do Norte foram mortos em combate ao serviço da França.