Última hora

Última hora

Sochi: Libertadas as duas "Pussy Riot"

Em leitura:

Sochi: Libertadas as duas "Pussy Riot"

Tamanho do texto Aa Aa

Maria Alyokhina e Nadezhda Tolokonnikova, membros do grupo Pussy Riot, detidas esta terça-feira em Sochi, foram libertadas.

Segundo a agência russa Tass, as duas foram interrogadas numa esquadra de polícia no âmbito de uma investigação de roubo num hotel.

Alyokhina não perdeu a oprtunidade para um novo protesto contra as autoridades russas:

“Aqui toda a gente está privada de liberdade de expressão. Esta cidade funciona como um campo militar. Não acreditem em todos os que dizem que há aqui liberdade de expressão. É uma coisa que aqui não existe e especialmente agora. Abram os Olhos!”, afirmou.

As duas alegam que estão a ser perseguidas pela polícia desde que chegaram a Sochi, e prometem agora fazer uma canção e vídeo sobre este dia e meio passado na cidade dos Jogos Olímpicos.

Maria e Nadezhda foram libertadas em dezembro, depois de cumprirem dois anos numa prisão russa, pelo protesto na catedral de Moscovo.

Após um périplo pela Europa e pelos Estados Unidos voltaram recentemente à Rússia.

Os outros membros do Pussy Riot negam que as jovem ainda pertençam ao grupo.