Última hora

Última hora

Ucrânia: polícia de choque ataca jornalistas

Em leitura:

Ucrânia: polícia de choque ataca jornalistas

Tamanho do texto Aa Aa

A repressão policial, na Ucânia, não poupa nem os jornalistas. A polícia de choque agrediu violentamente vários profissionais da comunicação, ucrânianos e estrangeiros deixando alguns feridos.

Foi o caso dos elementos da equipa da televisão nacional Canal Cinco que apesar de se terem identificado não conseguiram evitar bastonadas no rosto e cabeça, e destruição de material de trabalho.

“Estavamos a filmar em Kreprostney Lane, eles aproximaram-se e dissemos que éramos jornalistas mas isso não os impediu de começarem a bater-nos com os bastões. Ao colega do microfone bateram-lhe nas mãos e partiram o microfone, depois visaram a cabeça. O operador foi espancado a murro no rosto e destruiram-lhe a câmara. Conseguiram fugir e refugiarem-se no parlamento.”

Já nos útlimos confrontos, em dezembro, a organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) denunciou dezenas de casos de jornalistas e médicos que ficaram feridos.

O repórter na Euronews foi, nessa altura uma das vítimas da violência da polícia de intervenção urcraniana, como mostram imagens resgistadas pela câmara.