Última hora

Última hora

Liga dos Campeões: Barça e PSG com um pé nos quartos

Em leitura:

Liga dos Campeões: Barça e PSG com um pé nos quartos

Tamanho do texto Aa Aa

A Liga dos Campeões entrou no mata-mata e se para o Paris Saint-Germain, os petrodólares chegaram e sobraram para (praticamente) garantir um lugar nos quartos-de-final (vitória por 4-0 em Leverkusen), no Manchester City ainda faltam afinar alguns pormenores.

É verdade que a equipa de Manuel Pellegrini tinha pela frente nada mais, nada menos que o Barcelona. E também é verdade que durante grande parte dos 90 minutos, as duas equipas discutiram o resultado taco a taco.

Mesmo sem golos, não faltou emoção, intensidade, incerteza no resultado. Afinal de contas, estavam frente a frente duas das melhores equipas do futebol europeu.

Como acontece invariavelmente nestes duelos, foram os pormenores a fazer a diferença. Neste caso, a balança desequilibrou-se de forma decisiva aos 53 minutos.

Lionel Messi isolou-se perante Joe Hart, depois de um passe a rasgar a defensiva inglesa. Sem pernas para Messi, Martín Demichelis derrubou o seu compatriota no limite da grande área.

Penalti e cartão vermelho para o defensor. Na marca dos onze metros, Messi não desperdiçou.

Mesmo em desvantagem numérica, o City ainda tentou o empate. Teve algumas oportunidades, é certo, mas quem aproveitou foi o Barcelona. Aos 90 minutos, Dani Alves não se fez rogado perante o espaço concedido e fez o 2-0 final.

Paris Saint-Germain é de outro campeonato

Em Leverkusen, o Paris Saint-Germain precisou de apenas 45 minutos para sentenciar a eliminatória e praticamente garantir um lugar nos quartos-de-final.

Blaise Matuidi abriu o ativo para os franceses logo aos três minutos. Ainda antes do descanso, Zlatan Ibrahimović fez por duas vezes o gosto ao pé.

Com três golos de desvantagem, a equipa da casa ainda tentou o tento de honra mas sem sucesso. Antes pelo contrário. O único jogador dos farmacêuticos a merecer lugar de destaque na ficha de jogo foi Emir Spahić, expulso aos 59 minutos.

Já no último suspiro do encontro, Yohan Cabaye estreou-se a marcar pelos franceses e fez o 4-0 final.

Só um verdadeiro milagre no Parque dos Príncipes poderá fazer com que o Bayer Leverkusen garanta um lugar entre as oito melhores equipas do futebol europeu.

Os jogos da segunda mão estão marcados para 12 de março.