Última hora

Última hora

Ucrânia: 25 mortos em 24 horas

Em leitura:

Ucrânia: 25 mortos em 24 horas

Tamanho do texto Aa Aa

A batalha de Kiev prossegue. O balanço das vítimas aumentou dramaticamente durante a noite. Segundo o ministério ucraniano do Interior, há pelo menos 25 mortos e cerca de 250 feridos.

A violência está a alastrar pelo país. Em Liv os manifestantes ocuparam edifícios públicos e mesmo depósitos de armas.

As tentativas de conversações durante a noite entre o governo e os líderes da oposição falharam.

  • Ukraine:Kiev

    Photo:Anadolu Agency

  • Ukraine:Kiev

    Photo:Anadolu Agency

  • Ukraine:Kiev

    Photo:Anadolu Agency

  • Ukraine:Kiev

    Photo:Anadolu Agency

  • Ukraine:Kiev

    Photo:Anadolu Agency

  • Ukraine:Kiev

    Photo:Anadolu Agency

Na sequência do encontro, o gabinete do presidente divulgou um vídeo onde Ianukovich afirma que o limite foi ultrapassado e apela aos opositores para se demarcarem dos radicais:

“Voltei a apelar os líderes da oposição, – que dizem estar a procura de uma solução pacífica para a crise – para se demarcarem dos elementos radicais que querem o derramamento de sangue e o conflito com as forças da ordem. No caso de eles não quererem separar-se, têm que admitir que estão a apoiar os radicais e, aí, teremos uma conversa diferente”.

Uma ameaça velada que não vai contribuir para acalmar os ânimos.

Os confrontos começaram na terça-feira de manhã próximo do parlamento, aumentaram de intensidade ao longo do dia e foram seguidos de um assalto da polícia antimotim contra a Praça da Independência, o epicentro do protesto.

A situação está esta manhã mais calma, mas polícia e opositores mantém as respetivas posições. A tensão é muito forte e a situação pode degenerar a qualquer momento.