Última hora

Última hora

Ucrânia: Revolta volta a alastrar para ocidente e chega a Lviv

Em leitura:

Ucrânia: Revolta volta a alastrar para ocidente e chega a Lviv

Tamanho do texto Aa Aa

Lviv, cidade a quase 500 quilómetros de Kiev, voltou a fazer eco dos confrontos registados na capital da Ucrânia. Opositores ao regime do presidente, Viktor Ianukovich, atacaram vários edifícios governamentais, nomeadamente a esquadra da polícia e a procuradoria locais. Mas também um edifício militar foi tomado pelos manifestantes.

De início, os relatos referiam que os manifestantes haviam retirado armas e isso levantou receios de que os confrontos em Lviv pudessem tornar-se ainda piores do que os registados em Kiev. Fontes locais, consultadas pela equipa ucraniana da euronews, garantiram contudo que nenhum armamento foi tomado pelos manifestantes, que se terão limitado a negociar com os militares a tomada do edifício e o bloqueio dos respetivos acessos.

Um pouco por todo o ocidente da Ucrânia, opositores ao governo de Ianukovich tem reforçado a revolta contra o presidente com investidas aos edifícios oficiais de várias cidades. Os confrontos com as autoridades naquelas regiões são, claro, constantes, mas, até ver, nada como em Kiev.