Última hora

Em leitura:

Venezuela: Leopoldo López entrega-se à polícia


Venezuela

Venezuela: Leopoldo López entrega-se à polícia

O líder da oposição da Venezuela, Leopoldo López rendeu-se durante uma manifestação em Caracas.

López estava sob mandado de captura, após uma manifestação na semana passada durante a qual morreram três pessoas.

Logo a seguir, o seu partido, Vontade Popular, divulgou um vídeo, previamente gravado, onde Lopez denuncia:

“Se estiverem a ver este vídeo é porque o estado da Venezuela lançou um mandado de captura contra mim e fui detido pelas forças de segurança, detido injustamente pelo simples facto de sonhar com uma melhor Venezuela”.

Segundo a imprensa venezuelana, Leopoldo López é acusado por um tribunal venezuelano dos delitos de “associação, instigação para cometer delito, intimidação pública, incêndio a edifício público, danos a propriedade pública e lesões graves” e de “homicídio intencional qualificado executado por motivos fúteis e não nobres” relacionados com dois dos três mortos durante confrontos entre opositores e apoiantes do presidente venezuelano.

Nicolás Maduro, por seu turno, pediu também aos seus apoiantes para se manifestarem. Os dois lados medem forças nas ruas de Caracas, separados por barreiras policiais.

O país vive uma profunda crise a menos de um mês do primeiro aniversário do desaparecimento de Hugo Chávez.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Ucrânia: Revolta volta a alastrar para ocidente e chega a Lviv