Última hora

Última hora

Obama encontra-se com Dalai Lama e irrita China

Em leitura:

Obama encontra-se com Dalai Lama e irrita China

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama encontrou-se, esta sexta-feira, pela terceira vez, com o Dalai Lama, na Casa Branca em Washington. O presidente dos Estados Unidos da América reiterou ao líder espiritual do Tibete, no exílio, o “forte apoio” aos tibetanos na demanda do respeito pelos direitos humanos.

O encontro dos dois líderes provocou fortes críticas por parte da China.

O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, assegura que “o presidente e o Dalai Lama concordaram que é importante que haja uma relação positiva e construtiva entre os Estados Unidos e a China.” Assegura que “estão empenhados numa relação construtiva com a China de modo a trabalharem juntos para resolver problemas regionais e globais.”

O governo chinês já manifestou a “forte indignação e firme oposição” ao encontro entre Obama e o Dalai Lama. Pequim avisou Washington de que o encontro “ameaça seriamente” as relações entre os dois países.

Para a China, o Dalai Lama não passa de “um lobo em pele de cordeiro”, um “exilado político que tem estado há muito envolvido em ações separatistas contra a China, sob o disfarce da religião”.