Última hora

Última hora

Ianukovich anuncia acordo, sem aceitar afastar-se

Em leitura:

Ianukovich anuncia acordo, sem aceitar afastar-se

Tamanho do texto Aa Aa

O presidentre ucraniano Viktor Ianukovich anunciou nesta sexta-feira a intenção de marcar eleições presidenciais antecipadas, a formação de um governo de união nacional e alterações constitucionais que reduzirão os poderes presidenciais.
Estas declarações foram feitas depois de várias horas de negociações com a oposição e os representantes da União Europeia, os chefes da diplomacia polaca, alemã e francesa – Radoslaw Sikorski, Frank-Walter Steinmeier e Laurent Fabius.

A constituição de 2004, que se prevê seja reposta, delega mais poderes no parlamento, permitindo maior controlo no processo de formação do governo e nomeação do procurador -geral.
Não ficou claro se Ianukovich se referiu a um acordo já firmado ou se as negociações terão de continuar. E também não avançou nenhuma data para as eleições presidenciais.
Não se sabe qual poderá ser a reacção dos manifestantes, que têm declarado não estar dispostos a arredar pé das ruas, antes de Ianukovich aceitar afastar-se do poder.

Entretanto, o parlamento ucraniano deverá hoje votar o projeto lei sobre a limitação dos poderes presidenciais.

Os negociadores europeus têm guardado alguma prudência nas suas declarações e admitem que as negociações têm decorrido numa atmosfera pesada.

Nos últimos dois dias, 77 pessoas foram mortas nos confrontos entre os manifestantes e as forças policiais.