Última hora

Última hora

Maidan honra os seus heróis

Em leitura:

Maidan honra os seus heróis

Tamanho do texto Aa Aa

Os sinos das igrejas tocaram este domingo em Kiev pelas vítimas dos conflitos violentos que abalaram a capital ucraniana nos últimos meses.
A Praça da Independência, que foi, primeiro, palco de manifestações pacíficas, e depois campo de batalha, cobriu-se esta manhã de flores, em homenagem àqueles que foram mortos, só porque ousaram enfrentar um regime violento e corrupto.

Como outros habitantes de Kiev, Anna Bjala quis demonstrar a sua gratidão às vítimas, que promete nunca esquecer: “Não há palavras para exprimir a tristeza que sentem hoje os ucranianos. Aqueles que aqui morreram serão para sempre recordados, ficarão nos nossos corações, hei-de falar deles aos meus filhos e aos meus netos. Sinto uma enorme tristeza. Eles lutaram pelo nosso futuro,sabendo que enfrentavam a morte, e a história nunca há-de esquecê-los”.

Muitos dos manifestantes que perderam a vida nas ruas da capital ucraniana eram jovens, no início de uma vida profissional ou estudantes.
Alguns tinham filhos pequenos. Para estes orfãos, a herança que lhes foi deixada em Maidan é a de um combate de coragem, ousado por gente que decidiu lutar, quando se sentiu abandonada pelos políticos.