Última hora

Última hora

Paco de Lucía: Prodígio do flamenco morre aos 66 anos

Em leitura:

Paco de Lucía: Prodígio do flamenco morre aos 66 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Figura maior do flamenco, Paco de Lucía morreu esta quarta-feira de madrugada, tinha 66 anos.

Filho de uma portuguesa, Francisco Sánchez Gómez nasceu em Algeciras a 21 de dezembro de 1947. O nome artístico, Paco de Lucía, é uma referência à mãe, Lucía Gomes.

Pegou na guitarra aos sete anos. Aos 12 formou o duo “Los Chiquitos” com o irmão Pepe e, em 1961, venceu um concurso em Jerez e gravou o primeiro disco. No ano anterior, com 13 anos, tinha feito a primeira digressão pelos Estados Unidos como terceiro guitarrista da Companhia de Ballet Clássico Espanhol. Estava lançada uma carreira que o levou aos quatro cantos do mundo ainda na adolescência.

A criança prodígio cresceu e tornou-se num “revolucionário da guitarra”, como refere o jornal El Pais. Com Camáron de la Isla, reinventou o flamenco injetando-lhe ritmos como a bossa nova, o jazz ou até a música clássica.

Ganhou um Grammy, foi distinguido com o prémio Príncipe das Astúrias e com diversos outros galardões.

Brincava com os filhos numa praia de Cancún, no México, quando foi traído pelo coração. Paco de Lucía tinha 66 anos.