Última hora

Última hora

Rússia admite enviar tropas para Crimeia

Em leitura:

Rússia admite enviar tropas para Crimeia

Tamanho do texto Aa Aa

Vladimir Putin pediu autorização à Câmara alta do Parlamento russo para enviar tropas para a Crimeia, no sul da Ucrânia.

O chefe de Estado russo justifica a proposta com a instabilidade na república autónoma, as ameaças à vida dos cidadãos e segurança da frota no mar Negro.

A luz verde pode ser dada dentro em breve já que o presidente da câmara alta do parlamento diz que a decisão está nas mãos de Putin

É a resposta ao pedido feito, horas antes, a Moscovo pelo novo chefe de governo da Crimeia.

“Atendendo à minha responsabilidade pela vida e segurança dos cidadãos, peço ajuda ao Presidente russo, Vladimir Putin, para garantir a paz e a calma no território da Crimeia“afirma Sergei Aksyonov.

Um anúncio que está a inquietar o governo ucraniano. De Kiev chegam informações de que a sede do serviço dos guardas-fronteiriços em Sebastopol, na Crimeia, se encontra cercada por centenas de homens, alegadamente, mandatados pelo ministro da Defesa russo.

O governo ucraniano já pediu apoio ao Conselho de Segurança das Nações Unidas na defesa da integridade territorial, mas garante ter condições para responder a qualquer agressão.