Última hora

Última hora

A vida dos belgas durante a 1ª Guerra

Em leitura:

A vida dos belgas durante a 1ª Guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Uma exposição em Bruxelas mostra a vida da população belga sob ocupação alemã, durante a primeira Guerra Mundial.

Objetos de época e obras multimédia permitem perceber melhor uma das guerras mais marcantes da história europeia do século XX.

O rei Alberto é uma das personalidades tratatadas na mostra. O monarca assumiu o comando do exército belga para defender o país da invasão alemã.

Manuel Duran integrou o comité científico que preparou a exposição.

“Dois documentos ilustram bem o momento antes da guerra, o eclodir da guerra e o desenrolar do conflito. Está tudo contido em dois documentos onde o imperador germânico, de forma arrogante e em alemão, exige ao rei e ao parlamento da Bélgica, a passagem das tropas pelo país, dizendo que em caso de recusa as consequências seriam calamitosas”, disse o especialista.

A exposição recria através de uma instalação multimédia as trincheiras da primeira guerra.
A chamada guerra das trincheiras, que eram cavadas pelos próprios exércitos, foi a mais mortífera.

“A guerra chegou a um impasse, na frente ocidental da Bélgica temos as trincheiras e
o visitante pode entrar nessas trincheiras. Essa é a parte que diz respeito diretamente à história militar”, acrescenta o especialista.

A exposição pode ser visitada até finais de Março de 2015 no Museu Real do Exército e da História Militar em Bruxelas.