Última hora

Última hora

Marechal al-Sisi: "não posso virar as costas aos apelos para me candidatar"

Em leitura:

Marechal al-Sisi: "não posso virar as costas aos apelos para me candidatar"

Tamanho do texto Aa Aa

O marechal Abdel al-Sisi vai mesmo avançar para a presidência do Egito. O líder militar que esteve por detrás do golpe que afastou o antigo presidente islâmico Mohammed Morsi, afirmou, num evento público no Cairo, “que não pode virar as costas aos apelos da maioria dos egípcios para que se candidate à chefia do Estado”.

Muitos egípcios, excluindo os partidários da irmandade muçulmana, vêm-no como a figura decisiva que pode acabar com a turbulência política que tem destabilizado o país desde a revolução de 2011 que ditou a queda de Hosni Mubarak.

Sisi, que foi o chefe dos serviços secretos de de Mubarak, tornou-se popular o país e a sua figura aparece em inúmeros locais, incluindo mesmo em barras de chocolate, apesar da sangrenta repressão da Irmandade Muçulmana.