Última hora

Última hora

Milhares manifestam-se em Caracas na véspera de aniversário da morte de Chavez

Em leitura:

Milhares manifestam-se em Caracas na véspera de aniversário da morte de Chavez

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas, ativistas e simpatizantes da oposição, manifestaram-se em Caracas para denunciar mais uma vez o que dizem ser a insegurança e a delicada situação económica da Venezuela.

Os manifestantes, a maioria vestida de branco, empunharam cartazes e proferiram cânticos hostis ao presidente Nicolas Maduro, alvo de uma vaga de contestação que esteve na origem da morte de 18 pessoas e ferimento em mais de 260 outras, desde 4 de fevereiro.

“Não temos comida, precisamos fazer fila para ter alimentos básicos. As mães sofrem para encontrar leite para as crianças. Não temos medicamentos, não temos medicamentos para doenças crónicas”, diz um senhora.

“Tudo o que eles fazem é amordaçar os média, fechar as estações de televisão. Mesmo aqueles que apoiam este governo já perceberam que aquilo que vivemos não é aquilo que mostram”, explica uma jovem.

Apesar dos protestos, o governo venezuelano prepara uma cerimónia oficial evocativa do primeiro aniversário da morte de Hugo Chavez esta quarta-feira. Vários chefes de Estado já confirmaram presença.

Chavez morreu a cinco de março do ano passado.