Última hora

Última hora

Bruxelas propõe pacote de 11 mil milhões de euros para a Ucrânia

Em leitura:

Bruxelas propõe pacote de 11 mil milhões de euros para a Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Face ao enorme risco de colapso financeiro da Ucrânia, a Comissão Europeia (CE) propõe um pacote de ajuda de 11 mil milhões de euros ao longo de dois anos.

Mas para as necessidades mais imediatas serão disponibilizados 610 mil euros já nas próximas semanas.

José Manuel Barroso disse que “esta é a nossa contribuição, mas é claro que serão bem-vindas contribuições de outras fontes porque tal é do interesse de todos nós”.

“Sublinho que de todos e não de apenas uma parte da Europa. Penso que existe um profundo interesse europeu na estabilidade e na paz na Ucrânia”, acrescentou o presidente da CE.

Este pacote será discutido, esta quinta-feira, em Bruxelas, pelos chefes de Estado e de governo da União Europeia que se reúnem num Conselho Europeu extraordinário sobre a Ucrânia.

Contudo, a CE deixa claro que o financiamento está dependente de mudanças profundas na gestão do país.

“É fundamental que, de modo a poder aceder a estas verbas, a Ucrânia se comprometa com reformas e que o governo proporcione a inclusão de todos e que utilize da melhor maneira este apoio. E espero que a Ucrânia venha a assinar um acordo com o FMI”, disse Barroso.

A UE irá também antecipar benefícios comerciais que a Ucrânia teria recebido se tivesse assinado o acordo de associação, no final de 2013, e procurará ajudar no fornecimento de gás.