Última hora

Última hora

China visa crescimento sustentável

Em leitura:

China visa crescimento sustentável

Tamanho do texto Aa Aa

A China mantém a meta de crescimento para 2014 em 7,5 por cento. A concretizar-se, será a mais baixa taxa de crescimento do gigante asiático dos últimos 25 anos.

O Governo chinês quer um crescimento sustentável, mais virado para o consumo interno e menos para as exportações e para os investimentos nas infraestruturas.

O objetivo é reequilibrar o modelo económico do país. É o que explica Xu Shaoshi, dirigente da comissão para as reformas, detalhando que este ano são esperados avanços para aperfeiçoar o sistema de mercado, para levar a cabo as reformas nas empresas estatais, nos campos fiscal e financeiro, na integração urbana e rural e em outras áreas-chave, construindo um sistema económico aberto e uma civilização ecológica”.

O Governo chinês pretende abrir mais setores ao capital privado e ao investimento externo.

Esta quarta-feira, na abertura da sessão anual da Assembleia Nacional Popular, o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, declarou guerra à poluição em nome do crescimento sustentável.

A segunda economia mundial cresceu a par de três décadas de industrialização massiva, que hoje se traduzem numa espessa camada de poluição atmosférica. Agora, o Executivo promete um pacote de medidas ecológicas.