Última hora

Última hora

NATO discute crise ucraniana com embaixador da Rússia

Em leitura:

NATO discute crise ucraniana com embaixador da Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

O embaixador russo na NATO foi convidado a integrar a terceira reunião da organização, em Bruxelas, em apenas uma semana.

Apesar das fortes críticas à Rússia sobre a crise na Ucrânia, a NATO quer manter o diálogo aberto com o governo de Moscovo.

O analista do centro de estudos The German Marshall Fund of the United States, Ian Lesser, disse à euronews que “a NATO quer definir uma estratégia de longo prazo na relação com a Rússia e poderá ter de repensar essa relação de forma a conter o poder russo nesta crise. A imagem das relações entre a aliança e a Rússia sofreu um enorme desgaste”.

Na terça-feira, a NATO discutiu o artigo 4° a pedido da Polónia, que está preocupada com o impacto no seu país de uma eventual intervenção armada da Rússia na Ucrânia.

Se um membro da NATO for arrastado para o conflito, a NATO é obrigada a defendê-lo.

O correspondente da euronews em Bruxelas, Andrei Beketov, realça que “a NATO ainda tenta dialogar com a Rússia sobre como reduzir a tensão na Ucrânia. Mas se isso falhar, a Rússia vai enfrentar cada vez mais ameaças de sanções internacionais. Sanções que serão discutidas pelos líderes da UE, numa cimeira, esta quinta-feira.”