Última hora

Última hora

William Hague: Sem progressos diplomáticos haverá "consequências"

Em leitura:

William Hague: Sem progressos diplomáticos haverá "consequências"

Tamanho do texto Aa Aa

À margem da conferência de Paris sobre o Líbano, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague, aproveitou a ocasião para fazer o ponto da situação na crise ucraniana.

“Hoje estamos a tentar usar todas as oportunidades diplomáticas para fazer com que a Rússia e a Ucrânia entrem em contacto direto ao mais alto nível, para nos certificarmos que os governos da Rússia e da Ucrânia estão a dialogar, algo que a Rússia não estava preparada para fazer, pelo menos ao nível sénior, nos últimos dias. Naturalmente usamos toda a oportunidade para para reduzir as tensões, Se não conseguirmos progredir nessa área, então, claro, haverá custos e consequências, como já disse antes e como o primeiro-ministro Cameron e o Presidente Obama afirmaram – naturalmente terá que haver para a violação da independência e soberania de uma outra nação”, declarou o chefe da diplomacia britânica.