Última hora

Última hora

Kiev responderá em caso de ataque

Em leitura:

Kiev responderá em caso de ataque

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de Kiev dizem que estão prontas a defender o país em caso de escalada da violência. O parlamento da Crimeia pediu, nesta quinta-feira, a adesão da península à Federação Russa, uma decisão denunciada, em Bruxelas, pelo primeiro-ministro interino ucraniano, Arseni Yatseniuk, como ilegítima.

“Nós ainda acreditamos que podemos resolver isso de maneira pacífica. No caso de uma nova escalada e de uma intervenção militar no território ucraniano por forças estrangeiras, o governo ucraniano e o exército vão agir de acordo com a Constituição e com as leis. Estamos prontos para proteger o nosso país. “

O primeiro-ministro ucraniano, que saía de uma reunião de crise com os chefes de Estado e de governo da União Europeia, denunciou também o “novo muro que está a ser construído por Putin, um muro de intimidação e de agressão militar”. Kiev pede a Moscovo que não estimule o separatismo na Crimeia.