Última hora

Última hora

Ucrânia está a ganhar a "guerra" das bandeiras em Donetsk

Em leitura:

Ucrânia está a ganhar a "guerra" das bandeiras em Donetsk

Tamanho do texto Aa Aa

Na “guerra” das bandeiras, em Donetsk, prevalece por agora a da Ucrânia, depois de manifestantes pró-russos terem por duas vezes, em menos de uma semana, hasteado a bandeira da Rússia na sede do governo regional, no leste do país.

A polícia ucraniana assegura a integridade do edifício que foi vandalizado nos últimos dias. As autoridades fiéis a Kiev desalojaram, esta quinta-feira, o segundo grupo de russófonos que tinha ocupado as instalações. Na evacuação à força foram detidas pelo menos 70 pessoas, entre as quais o autoproclamado governador de Donetsk, o pró-russo Pavel Gúbarev.

Segundo a OSCE, no terreno, “a situação pode parecer calma”, mas “é extremamente tensa”, considerando que só “por milagre é que tem sido possível, até agora, evitar um banho de sangue”, informou Tim Guldimann.

Os observadores militares desarmados da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) foram impedidos de entrar na Crimeia por forças armadas, envergando uniformes sem insígnias. O Kremlin já manifestou desagrado pela presença da OSCE na Ucrânia.