Última hora

Última hora

Rússia: Duma apoia decisão na Crimeia

Em leitura:

Rússia: Duma apoia decisão na Crimeia

Tamanho do texto Aa Aa

Na Crimeia, a presença militar russa aumentou. De acordo com o porta-voz da guarda fronteiriça ucraniana, as forças russas presentes no território chegariam agora aos 30 mil homens.

Trata-se de um número três vezes superior aos habituais 11 mil da marinha russa estacionados em Sebastopol.

As manifestações pró-Rússia intensificaram-se esta sexta-feira na cidade que abriga a frota russa do Mar Negro.

Muitos nesta região são de etnia russa e favorecem uma aproximação a Moscovo por oposição a Kiev.

Apesar da situação no terreno apresentar sinais de acalmia, um grupo de observadores internacionais enviado pela Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, OSCE, viu-se impedido esta sexta-feira de entrar na península.

Um grupo de homens não-identificados voltou a impedir a entrada dos observadores depois de na quinta-feira o mesmo se ter passado. O envio de observadores foi solicitado pelo governo de Kiev e autorizado na passada terça-feira pela organização internacional.

Entretanto, na península já começaram os preparativos para o referendo anunciado para o dia 16 deste mês.

A iniciativa partiu do governo regional que apelou à anexação à Rússia.

Em Moscovo, a Duma pronunciou-se igualmente sobre a situação.

Esta sexta-feira os parlamentares garantiram que respeitariam o que classificaram como “escolha histórica” da população da Crimeia.