Última hora

Última hora

Espanha: Milhares protestam contra reforma da lei do aborto

Em leitura:

Espanha: Milhares protestam contra reforma da lei do aborto

Tamanho do texto Aa Aa

O Dia Internacional da Mulher foi marcado por protestos, em várias cidades espanholas, contra a polémica reforma da lei do aborto. Em Madrid, milhares de pessoas denunciaram a proposta como um retrocesso e como uma agressão contra as mulheres. A reforma restringe seriamente os casos em que as mulheres podem abortar.

“Celebramos este dia com indignação devido à questão do aborto”, afirma uma manifestante. “Querem mandar nos nossos corpos e negar-nos o direito de escolha”, diz. “Estamos aqui porque temos muitas reivindicações, porque não conseguimos atingir a igualdade”, exprime outra mulher.

A reforma da lei do aborto foi uma das promessas eleitorais do primeiro-ministro, Mariano Rajoy. A lei atual permite o aborto até às 14 semanas. Se a reforma for avante, a interrupção voluntária da gravidez só será permitida até às 12 semanas, em caso de violação, e até às 22 em caso de grave risco para a saúde física ou psíquica da mãe.

Apesar dos aplausos das organizações “pró-vida”, a lei é considerada como uma das restritivas na Europa.