Última hora

Última hora

Crimeia preparada para referendo

Em leitura:

Crimeia preparada para referendo

Tamanho do texto Aa Aa

A uma semana do referendo sobre a anexação da Crimeia à Rússia a comunidade internacional mantém a pressão sobre Moscovo mas sem grande eficácia.

Numa conversa telefónica com Angela Merkel e David Cameron, Vladimir Putin reafirmou que o referendo do próximo domingo é legítimo, e que o atual Governo de Kiev é que é ilegítimo.

Vladimir Konstantinov, parlamentar da assembleia regional da Crimeia está confiante:

“Todo o sistema está a funcionar. O ambiente é bom. Estamos a organizar todos os assuntos para resolver as prioridades. Haverá uma elevada taxa de participação no referendo em 16 de Março”.

Ontem milhares de pessoas reuniram-se em Kiev, Donetsk, Simferopol, Sebastopol, Odessa e Louhansk em manifestações pró-Europa e pró-Rússia.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Bélgica, Luxemburgo e Holanda estão em Kiev, mais uma tentativa europeia para aliviar as tensões na Crimeia .

O governo interino da Ucrânia anunciou que pode assinar entre 17 e 21 de março o acordo político de associação com a União Europeia.

Uma resposta ao risco iminente de divisão de seu território comunicada ontem.