Última hora

Última hora

Ucrânia dividida entre Schevchenko e Lenine

Em leitura:

Ucrânia dividida entre Schevchenko e Lenine

Tamanho do texto Aa Aa

Numa Crimeia dividida, manifestações rivais concentraram-se, este domingo, junto a estátuas de Taras Schevchenko – símbolo da independência da Ucrânia – ou de Lenine.

Na Crimeia, os comícios dos pró-Moscovo foram mais concorridos que as reuniões dos pró-unidade da Ucrânia, que se concentraram junto a estátuas de Schevchenko, no dia em que se assinalaram os 200 anos do maior poeta ucraniano.

Tal como na península separatista, também em Donetsk, no leste da Ucrânia, a bandeira da Rússia voou mais alto e gritou-se por independência.

Ao contrário do que aconteceu na Crimeia, no feudo do presidente deposto não há notícia de confrontos este domingo.

Em Kiev, a história foi outra. No epicentro da revolução, a Praça da Independência, celebrou-se a unidade do país com uma visita muito especial, a do opositor russo Mikhail Khodorkovsky.

O antigo magnata do petróleo, que ousou desafiar Putin e que acabou de passar 10 anos numa prisão russa, quis dizer aos milhares de presentes que “também existe uma Rússia completamente diferente” e que muitos russos não estão de acordo com as políticas do Kremlin.