Última hora

Última hora

Alemanha: Comércio externo em alta

Em leitura:

Alemanha: Comércio externo em alta

Tamanho do texto Aa Aa

O comércio externo da Alemanha registou, em janeiro, máximos de dois anos.

As exportações da maior economia da zona euro subiram 2,2% e as importações dispararam 4,1%. Os números superam em muito as previsões.

O país viu disparar em 9,1% as vendas para os países europeus, para a zona euro aumentaram 3,2%. Mas recuam as exportações para fora da Europa.

No final, Berlim regista um excedente comercial de 17,2 mil milhões de euros, menos do que em dezembro. Mas o excedente alemão preocupa a Comissão Europeia.

O analista James Ashley explica: “Por um lado deseja-se um forte consumo na Alemanha para, no lado inverso, ver subir as exportações, por exemplo de Espanha. Mas quando se trata do comércio para fora da zona euro, é positivo ver que a Alemanha regista um forte crescimento das exportações”.

O excedente comercial alemão supera os 6% do PIB, o que viola as regras europeias.

Bruxelas fala de um sinal de desequilíbrio macroeconómico, que ameaça a economia da zona euro. Aconselha Berlim a fomentar o investimento e o consumo internos, para impulsionar as exportações e economias dos outros países do euro.

Mas os dados do comércio, aliados aos da produção industrial e aos índices de confiança de consumidores, empresários e investidores, deixam antever um bom desempenho do motor da zona euro no primeiro trimestre.