Última hora

Última hora

Morte de adolescente traz volta a "incendiar" Turquia

Em leitura:

Morte de adolescente traz volta a "incendiar" Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia, a morte, esta terça-feira, de um adolescente gravemente ferido, em junho, pela polícia, voltou a trazer para as ruas milhares de pessoas e provocou novos confrontos com as forças da ordem.

Em junho do ano passado, Berkin Elvan, então com 14 anos, saiu de casa para ir comprar pão. Foi ferido na cabeça por uma granada de gás lacrimogéneo, aquando da grande vaga de protestos antigovernamentais. Desde então, estava em coma.

Esta terça-feira, os protestos começaram em Istambul, frente ao hospital onde o adolescente faleceu, progrediram para a rua onde os pais de Berkin moravam e começaram a alastrar-se a toda Turquia – como aqui, em Ancara.

A polícia recorreu a canhões de água para dispersar os mais de 2000 manifestantes, sobretudo estudantes universitários, que bloqueavam o principal eixo rodoviário da capital.

O funeral de Berkin Elvan decorrerá esta quarta-feira.