Última hora

Última hora

Malásia garante que as buscas do Boeing 777 vão continuar

Em leitura:

Malásia garante que as buscas do Boeing 777 vão continuar

Tamanho do texto Aa Aa

As operações de busca vão prosseguir, no sudeste asiático, até que os destroços do Boeing 777 da Malaysia Airlines sejam encontrados.

Esta é a garantia dada pelo ministro malaio dos Transportes, que confirma, em conferência de imprensa, em Kuala Lampur, que as buscas se estendem a duas áreas geográficas: o mar da China Meridional e o estreito de Malaca, entre a Malásia e a Indonésia.

Hishammudin Hussein explica que os destroços do aparelho estão a ser procurados no mar mas também em terra. “42 navios e 39 aviões estão a afetados à busca do voo MH 370. Doze países participam nas buscas: a Índia, o Japão e Brunei são os que mais recentemente se juntaram à equipa. Isto é uma operação multinacional”, afirmou o ministro, que acrescentou, contudo: “Mas, à medida que o tempo passa, receio que a busca e salvamento se transforme apenas em busca… Mas não perdemos a esperança.”

As autoridades malaias têm sido duramente criticadas por uma gestão de crise catastrófica e uma comunicação caótica.

As famílias das 239 pessoas a bordo do Boeing, dois terços das quais, chinesas, queixam-se que a Malaysia Airlines não lhes dá quaisquer explicações.

O aparelho desapareceu dos radares na noite de sexta para sábado, quando se deslocava de Kuala Lampur para Pequim.