Última hora

Última hora

Crimeia: Chefes da diplomacia dos EU e Rússia encontram-se em Londres

Em leitura:

Crimeia: Chefes da diplomacia dos EU e Rússia encontram-se em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos e a Rússia estão em pleno jogo de influência mundial digno da Guerra Fria. Da Síria à Ucrânia, as crises atuais lembram horas sombrias do passado.
As tensões entre Washington e Moscovo, opõem os responsáveis pela diplomacia, John Kerry e Sergueï Lavrov.

O encontro foi marcado para esta sexta-feira, em Londres. É a quarta reunião da semana por causa da Ucrânia, analisada por muitos observadores como um autêntico xadrez político entre potências.

No entanto, na segunda-feira, parecia ser impossível qualquer diálogo, tal era a dimensão do conflito diplomático. Para prová-lo, a conversa entre o presidente russo e o ministro dos Negócios Estrangeiros em Sotchi:

Putin: “Pedi-lhe, tal como pediu a parte americana, para convidar o secretário de Estado John Kerry a vir à Rússia para prosseguir as consultas”. Lavrov: “Ele concordou, mas telefonou-me, no sábado, a dizer que gostaria de adiar a viagem”

Dois dias mais tarde, John Kerry anunciou que se encontraria com o homólogo russo, mas não em Moscovo, em Londres, a pedido do presidente Obama:

“O presidente Obama pediu-me para partir para Londres e encontrar-me com o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, o que eu vou fazer”, disse então.

Desde o regresso de Vladimir Putin ao Kremlin, depois de três anos de boas relações com Washington, durante o governo interino do delfim, Dmitri Medvedev, as relações diplomáticas entre os dois países deterioram-se gradualmente.

No entanto, o primeiro mandato de Obama marcou o relançamento das relações com Moscovo, depois da era George Bush.

Hillary Clinton, Secretária de Estado:

“Trabalhámos duramente para chegar à boa palavra em russo. Acha que ficou bem?”

Sergei Lavrov:

“Não, ainda não está. Deve dizer-se ‘peresagrouska ‘ porque ‘peregrouska’ signigfica sobrecarga.”

Nesta piada há uma parte de verdade. várias vezes os contadores regressaram ao zero.

Hoje, as relações entre Moscovo e Washington parecem muito mais tensas.

O encontro de Sergei Lavrov com John Kerry, em Londres, esta sexta-feira, vai distender, ou não o braço de ferro.