Última hora

Última hora

Ucrânia: Vale mais prevenir...

Em leitura:

Ucrânia: Vale mais prevenir...

Tamanho do texto Aa Aa

Em Kiev, na mesma rua onde ocorreram os mais violentos confrontos entre manifestantes e a polícia antimotim, vêm-se agora grupos de jovens envergando uniformes militares. São voluntários que se alistaram na Guarda Nacional, estabelecida pelo Parlamento Ucraniano.

“Alguns familiares apoiam-me, mas outros opõem-se vivamente ao meu alistamento voluntário. A minha mãe não queria que me alistasse, mas estou preocupado com o futuro do meu irmão e irmã mais novos”, disse Bohdan.

A maioria dos voluntários tem entre 20 e 25 anos e alguns não têm qualquer experiencia militar. Em autocarros são levados até a um campo de treino situado a 15 quilómetros dali.

“As mulheres não são diferentes, pois não?”, perguntou Valentina.

Valentina é uma das duas mulheres entre as centenas de voluntários que chegaram ao aquartelamento onde vão ser treinados. Ficarão instalados em tendas e serão submetidos a rigorosos exames médicos antes do início da recruta.

“Os voluntários passarão duas semanas nestas instalações. Depois, se a situação na Ucrânia for calma, serão registados como forças de reserva. Mas se houver movimentações militares, serão enviados para zonas de conflito”, sublinhou Maria Korenyuk, da Euronews, na região de Kiev.