Última hora

Última hora

Venezuela: aumenta a violência em Caracas

Em leitura:

Venezuela: aumenta a violência em Caracas

Tamanho do texto Aa Aa

Na Venezuela, nas ruas de Caracas, continuam os tumultos. Horas depois do Presidente Nicolas Maduro avisar que envia o exército para as ruas, as forças de segurança, a pedido do próprio Presidente, tentaram dispersar os manifestantes, que reagiram atirando coquetéis molotov, do outro lado da barricada, a polícia respondia com gás lacrimogéneo.

Conflitos que acontecem no dia em que Maduro pediu aos Estados Unidos que discutam a paz com a Unasur, União das Nações Sul-americanas.

Em Valência, decorreu uma marcha pacífica em solidariedade para com o bairro de Isabelica, dominado pela oposição, onde duas pessoas morreram, na passada quarta-feira.

Este sábado, o Presidente venezuelano participou numa cerimónia onde se reuniram milhares de civis e militares.

A Venezuela está mergulhada numa onda de protestos contra o Chefe de Estado desde 12 de fevereiro. Até agora, segundo fontes oficiais, morreram 28 pessoas.