Última hora

Última hora

Barack Obama anunciou sanções contra russos e ucranianos

Em leitura:

Barack Obama anunciou sanções contra russos e ucranianos

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, decretou sanções contra 11 altos responsáveis russos e ucranianos.

O anúncio da administração norte-americana ocorreu momentos depois de a União Europeia ter confirmado a adoção de sanções contra 21 pessoas, russas e ucranianas, consideradas como responsáveis pela reunificação da Crimeia com a Rússia.

“Numa primeira fase autorizo sanções contra funcionários russos ligados ao setor do armamento e a indivíduos que dão apoio a altos responsáveis do Governo russo. Se a Rússia continuar a interferir na Ucrânia estamos prontos para impor mais sanções. Acredito que ainda há espaço para resolver esta situação diplomaticamente de forma a preservar os interesses da Rússia e da Ucrânia”, afirmou Barack Obama.

Do lado ucraniano, as sanções de Washington abrangem dois líderes separatistas da Crimeia, o Presidente destituído pró-russo Viktor Ianukovich e um conselheiro do antigo governante.

Na lista constam também os nomes do vice-primeiro-ministro russo, Dmitri Rogozine, da presidente do Conselho da Federação, Valentina Matvienko, de dois conselheiros próximos do Presidente russo Vladimir Putin e de dois deputados da Duma.

O referendo sobre a anexação da Crimeia à Rússia é considerado ilegal pelas novas autoridades de Kiev e pela maioria da comunidade internacional. Só Moscovo defende que se trata de uma consulta “legítima”.